Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2011

Ventosaterapia no tratamento da Dor

Apesar dos indícios de que essa prática era conhecida por antigas civilizações (nativos da América, hindus, habitantes das ilhas do mar do sul, japoneses e chineses), a origem certa deste método é obscura.

Na China existem registos da sua prática que remontam há milhares de anos, onde era conhecida como a “terapia do chifre”. Já nessa altura, as ventosas eram utilizadas para remover o pus e sangue dos furúnculos, evoluindo desde então para o tratamento das mais diversas condições clínicas.

No Ocidente também existem relatos sobre o seu uso. Os antigos egípcios foram os primeiros a fazer uso sistemático das ventosas. Pode-se ler sobre a prática no Ebers Papyrus, que é considerado o texto médico mais antigo de que se tem registo, escrito aproximadamente em 1550 a.C., no Egipto, onde são descritas sangrias feitas por meio de ventosas para “remover a matéria estranha do corpo”

No entanto, também Galeno e Hipócrates eram grandes defensores desta técnica, usando-a frequentemente nos seus d…

MOXABUSTÃO

• A moxabustão é um método terapêutico que trata e previne doenças, aplicando calor nos pontos de acupunctura;

• A Artemísia vulgaris é a mais utilizada na clínica. É uma espécie de erva perene que pertence à família do crisântemo. A sua folha é fragrante e inflamável e, quando queimada o seu calor penetra na pele, activa o Qi e a circulação sanguínea, elimina o frio e a humidade, dispersa o inchaço e o acumulo, restaura o yang Qi primordial após o colapso e previne a doença; A artemísia é de fácil obtenção e baixo custo, pois cresce em grande quantidade na China. As folhas possuem um sabor amargo, característica picante e Yang.

• São utilizadas para aquecer, recuperar a deficiência de yang e promover a circulação do Qi nos doze meridianos;

• O estímulo nos três meridianos yin pode regular o Qi e o Xue, eliminar o frio e a humidade e aquecer o útero

Funções da moxabustão

• Aquecer e dispersar o frio patogénico
• Aquecer e drenar os meridianos e promover o fluxo de qi e xue
• Recupera…

Espondilite Anquilosante e Uveíte

A Espondilite anquilosante é uma doença inflamatória crónica, com tratamento bastante limitado, que afecta as articulações do esqueleto axial, especialmente as da coluna, anca, joelhos e ombros. Nos quadros mais graves, podem ocorrer lesões nos olhos (uveíte), coração (doença cardíaca espondilítica), pulmões (fibrose pulmonar), intestinos (colite ulcerativa) e pele (psoríase).
Não se conhece a causa da doença, que acomete mais os homens do que as mulheres, a partir do final da adolescência até os 40 anos. Não sendo controlada, pode-se tornar incapacitante.
O diagnóstico leva em conta os sinais e sintomas, os resultados de exames laboratoriais ao sangue e os achados radiográficos nas articulações da região sacroilíaca. O diagnóstico precoce é de extrema importância para evitar a progressão da doença e todas as suas complicações.

Sintomas

A manifestação inicial é dor lombar que persiste por mais de três meses, abranda com o movimento e aumenta com o repouso. Essa dor pode irr…