Avançar para o conteúdo principal

Motivos para diminuir o consumo de AÇÚCAR



  1. O açúcar suprime o sistema imunitário.
  2. O açúcar causa irritabilidade em crianças e adultos.
  3. O açúcar aumenta a produção de radicais livres no corpo.
  4. O açúcar causa hiperactividade, ansiedade e menor capacidade de concentração.
  5. O açúcar aumenta os triglicéridos no sangue.
  6. O açúcar diminui a capacidade do corpo se defender de infeções bacterianas.
  7. O açúcar diminui a elasticidade dos tecidos.
  8. O açúcar reduz o HDL (bom colesterol).
  9. O açúcar causa deficiência em crómio.
  10. O açúcar causa degeneração ocular.
  11. O açúcar pode causar hipoglicémia.
  12. O açúcar está relacionado com a obesidade.
  13. O açúcar está relacionado com cárie dentária.
  14. o açúcar contribui para a diabetes.
  15. O açúcar aumenta a gordura no fígado (fígado gordo).
  16. O açúcar contribui para a osteoporose.
  17. O açúcar pode estar relacionado com eczema na criança.
  18. O açúcar causa retenção de líquidos.
  19. O açúcar contribui para a doença de Alzeimer.
  20. O açúcar piora os sintomas de défice de atenção na criança.
  21. O açúcar aumenta a inflamação corporal.

Referências bibliográficas:

1. Sanchez, A, et al. “Role of Sugars in Human Neutrophilic Phagocytosis.” Am J Clin Nutr. Nov 1973; 261: 1180-1184.
2. Bernstein, L et al. “Depression of Lymphocyte Transformation Following Oral Glucose Ingestion.” Am J Clin Nutr. 1997; 30: 613.
3. Schauss, A. Diet, Crime and Delinquency. (Berkley, CA: Parker House, 1981).
4. Bayol, S.A “Evidence that a Maternal ‘Junk Food’ Diet during Pregnancy and Lactation Can Reduce Muscle Force in Offspring.” Eur J Nutr. Dec 19, 2008.
5. Rajeshwari, R, et al. “Secular Trends in Children’s Sweetened-beverage Consumption (1973 to 1994): The Bogalusa Heart Study.” J Am Diet Assoc. Feb 2005; 105(2): 208-214.
6. Behall, K. “Influence of Estrogen Content of Oral Contraceptives and Consumption of Sucrose on Blood Parameters.” Disease Abstracts International.1982; 431-437. POPLINE Document Number: 013114.
7. Mohanty, P., et al. “Glucose Challenge Stimulates Reactive Oxygen Species (ROS) Generation by Leucocytes.” J Clin Endocrin Metab. Aug 2000; 85(8): 2970-2973 begin_of_the_skype_highlighting              2970-2973      end_of_the_skype_highlighting.
Couzy, F., et al. “Nutritional Implications of the Interaction Minerals.”Progressive Food & Nutrition Science. 1933; 17: 65-87.
8. Goldman, L et al. “Behavioral Effects of Sucrose on Preschool Children.” J Abnorm Child Psy. 1986; 14(4): 565-577.
9. Scanto, S. and Yudkin, J. “The Effect of Dietary Sucrose on Blood Lipids, Serum Insulin, Platelet Adhesiveness and Body Weight in Human Volunteers.” Postgrad Med J. 1969; 45: 602-607.
10. Ringsdorf, w., Cheraskin, E., and Ramsay. R “Sucrose, Neutrophilic Phagocytosis and Resistance to Disease.” Dental Survey. 1976; 52(12): 46-48.
11. Cerami, A, et al. “Glucose and Aging.” Scientific American. May 1987: 90.
Lee, A T. and Cerami, A “The Role of Glycation in Aging.” Annals N Y Acad Sci. 663: 63-67.
12. Albrink, M. and Ullrich, LH. “Interaction of Dietary Sucrose and Fiber on Serum Lipids in Healthy Young Men Fed High Carbohydrate Diets.” Clin Nutr.1986;43: 419-428.
Pamplona, R, et al. “Mechanisms of Glycation in Atherogenesis.” Medical Hypotheses. Mar 1993; 40(3): 174-81.
13. Kozlovsky, A, et al. “Effects of Diets High in Simple Sugars on Urinary Chromium Losses.” Metabolism. Jun 1986; 35: 515-518.
14. Takahashi, E. Tohoku, University School of Medicine. Wholistic Health Digest. Oct 1982: 41.
15. Kelsay, L et al. “Diets High in Glucose or Sucrose and Young Women.” Am J Clin Nutr. 1974; 27: 926-936.
Thomas, B. L et al. “Relation of Habitual Diet to Fasting Plasma Insulin Concentration and the Insulin Response to Oral Glucose.” Hum Nutr Clin Nutr. 1983; 36C(1): 49-51.
16. Fields, M., et al. “Effect of Copper Deficiency on Metabolism and Mortality in Rats Fed Sucrose or Starch Diets.” Am J Clin Nutr. 1983; 113: 1335-1345.
17. Lemann, J. “Evidence that Glucose Ingestion Inhibits Net Renal Tubular Reabsorption of Calcium and Magnesium.” Am J Clin Nutr. 1976; 70: 236-245.
18. Chiu, C. “Association between Dietary Glycemic Index and Age-related Macular Degeneration in Nondiabetic Participants in the Age-Related Eye Disease Study.” Am J Clin Nutr. Jul 2007; 86: 180-188.
19. “Sugar, White Flour Withdrawal Produces Chemical Response.” The Addiction Letter. Jul1992: 4.
20. Dufty, William. Sugar Blues. (New York: Warner Books, 1975).
21. Ibid.
22. Jones, T.W., et al. “Enhanced Adrenomedullary Response and Increased Susceptibility to Neuroglygopenia: Mechanisms Underlying the Adverse Effect of Sugar Ingestion in Children.” J Ped. Feb 1995; 126: 171-177.
23. Ibid.
24. Lee, A. T. and Cerami, A. “The Role of Glycation in Aging.” Annals NY Acad Sci. 1992; 663: 63-70.
25. Abrahamson, E. and Peget, A. Body, Mind and Sugar. (New York: Avon, 1977).
26. Glinsmann, w., et al. “Evaluation of Health Aspects of Sugar Contained in Carbohydrate Sweeteners.” FDA Report of Sugars Task Force. 1986: 39.
Makinen, K.K., et al. “A Descriptive Report of the Effects of a 16-month Xylitol Chewing-Gum Programme Subsequent to a 40-Month Sucrose Gum Programme.”Caries Res. 1998; 32(2): 107-12.
Riva Touger-Decker and Cor van Loveren, “Sugars and Dental Caries.” Am J Clin Nutr. Oct 2003; 78: 881-892.
27. Keen, H., et al. “Nutrient Intake, Adiposity and Diabetes.” Brit Med J. 1989; 1: 655-658.
28. Tragnone, A, et al. “Dietary Habits as Risk Factors for Inflammatory Bowel Disease.” Eur J Gastroenterol Hepatol. Jan 1995; 7(1): 47-51.
29. Yudkin, J. Sweet and Dangerous. (New York: Bantam Books: 1974) 129.
30. Darlington, L., and Ramsey. et al. “Placebo-Controlled, Blind Study of Dietary Manipulation Therapy in Rheumatoid Arthritis,” Lancet. Feb 1986; 8475(1): 236-238.
31. Schauss, A. Diet, Crime and Delinquency. (Berkley, CA: Parker House, 1981).
32. Crook, W. J. The Yeast Connection. (TN: Professional Books, 1984).
33. Heaton, K. “The Sweet Road to Gallstones.” Brit Med J. Apr 14, 1984; 288: 1103-1104.
Misciagna, G., et al. “Insulin and Gallstones.” Am J Clin Nutr. 1999; 69: 120-126.
34. Yudkin, J. “Sugar Consumption and Myocardial Infarction.” Lancet. Feb 6, 1971; 1(7693): 296-297.
Chess, D.J., et al. “Deleterious Effects of Sugar and Protective Effects of Starch on Cardiac Remodeling, Contractile Dysfunction, and Mortality in Response to Pressure Overload.” Am J Physiol Heart Circ Physiol. Sep 2007; 293(3): H1853-H1860.
35. Cleave, T. The Saccharine Disease. (New Canaan, CT: Keats Publishing, 1974).

Comentários

Mensagens populares deste blogue

As tâmaras e o trabalho de parto

Desde os tempos bíblicos, as tâmaras eram consideradas possuidoras de propriedades curativas profundas, mas só agora a ciência vem confirmar o que os nossos antepassados já sabiam.
Um estudo publicado no Journal of Obstetrics and Gynecology em 2011 e intitulado "O efeito do consumo das tâmaras no final da gravidez[i]", apresentou a investigação do efeito do consumo das tâmaras nos parâmetros do trabalho de parto e nos seus resultados. Ao longo de 11 meses na Jordan University of Science and Technology, dois grupos de mulheres foram incluídas num estudo prospectivo onde 69 mulheres consumiram seis tâmaras por dia durante 4 semanas antes da data prevista para o parto, contra 45 mulheres que não consumiram nenhuma. Estas mulheres tinham parâmetros semelhantes por isso não houve diferença significativa na idade gestacional, idade e paridade (o número de vezes que a mulher engravidou) entre os dois grupos.
Os resultados do estudo foram os seguintes:
• Melhoria da dilatação cervical:

Fibromialgia vs dieta vegetariana

São muitas as mulheres que sofrem de fibromialgia, uma condição caracterizada por meses de dor generalizada, fadiga, distúrbios do sono, depressão, ansiedade, pensamentos confusos, dores de cabeça, dor lombar entre outros sintomas. Esta condição tem um enorme impacto sobre a qualidade de vida de quem dela sofre pois impede a realização das actividades do quotidiano com a mesma leveza de quem não padece de fibromialgia. Para já a sua causa é desconhecida, não havendo de momento nenhum tratamento 100% eficaz mas existem rotinas, hábitos e comportamentos que podem ser adoptados de forma a minimizar os sintomas que tanto debilitam estas mulheres (e alguns homens).
De acordo com uma das últimas revisões sobre fibromialgia e nutrição, a dieta vegetariana pode oferecer alguns efeitos benéficos na manutenção dos sintomas. [Rheumatol Int. 2010] Em 1991, uma pesquisa foi enviada a centenas de pessoas que sofriam de várias condições de dor crónica, incluindo fibromialgia. Nesse questionário pro…

Receita: Pudim de Pêra com Canela

Quando o meu filho era mais pequeno e estava a atravessar aquela fase em que simplesmente se alimentam do ar (a anorexia dos 2 anos), eu fazia-lhe esta espécie de pudim com sementes de chia que ele comia e lambia os dedos...ou seja, um êxito! Escusado será dizer que é delicioso tanto para os pequenos como para os grandes...ahhh e nutritivo!!
- A tâmara é rica em proteínas, minerais e vitaminas principalmente a vitamina C. A grande vantagem é que além de ser uma verdadeira doçura, ela é rica em fibras, potássio, cálcio e ferro sendo excelente tanto para crianças como adultos.

- As pêras são ricas em fibras, vitamina A e C com importantes ações antioxidantes.
Também é uma excelente fonte de minerais como o fósforo, cálcio e ainda contém algum ferro.

- A canela auxilia no tratamento de diversas doenças. A canela estimula a salivação e os sucos gástricos, facilitando a digestão como tal, ajuda em casos de aerofagia, digestões difíceis a acidez estomacal.


Ingredientes

- 7 colheres de sopa de …