Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de 2014

PCR - Proteína C Reactiva e a Inflamação

Uma das mais sensíveis análises sanguíneas de clínica laboratorial que indicam a existência de inflamação orgânica é a PCR e a sua congénere PCR-as.
PCR é o acrónimo correspondente a Proteína C-Reactiva.
A proteína C-reactiva é produzida no fígado. A sua concentração sanguínea é muito baixa nos indivíduos saudáveis. Nas pessoas idosas, e devido à idade, o seu valor pode subir ligeiramente.
O valor normal de PCR situa-se até 0.1 mg/dL ou 1mg/L
Quando há um processo inflamatório, o fígado aumenta a produção da proteína C-reativa e o valor da sua concentração sanguínea eleva-se. Qualquer que seja a sua causa uma inflamação provoca sempre o aumento da PCR sanguínea. Portanto, uma elevação da PCR indica que existe uma inflamação orgânica mas não nos permite conhecer qual o local ou a causa dessa inflamação.
No entanto, sabe-se que:
PCR entre 0.1 mg/dL e 1,0 mg/dL: São valores moderadamente elevados e estão associados a ligeiros processos inflamatórios sistémicos ou localizados.
PCR superior a 1,0 …

Vitamina B12 e a saúde óssea

Uma investigação publicada no The New England Journal of Medicine1 mostrou que ratos sem vitamina B12 tinham maiores dificuldades de crescimento e muito menos osteoblastos do que ratos com níveis normais. Chegou-se a esta conclusão porque a vitamina B12 interfere com a hormona de crescimento nos hepatócitos e acaba por ter efeito nos osteoblastos – células ósseas.
Uma vez que a vitamina B12 tem de ser activada no estômago através do fator intrínseco, a ingestão de medicamentos como os protectores gástricos podem diminuir a sua síntese, como tal, é fundamental o controlo dos seus níveis atráves de análises laboratoriais regulares.


Omeprazol (Fármaco)

O Omeprazol é um medicamento que diminui a acidez no estômago.
É utilizado no tratamento de úlceras gástricas, gastrites, refluxo gastroesofágico e esofagites.
O Omeprazol pertence a uma categoria de fármacos denominada inibidores da bomba de protões a que pertencem também o Lanzoprazol, Esomeprazol, Pantoprazol, Rabeprazol, Timoprazol e Picoprazol.
A sua ação terapêutica exerce-se sobre a mucosa gástrica diminuindo consideravelmente a normal produção de acido clorídrico por esta mucosa.
A presença de ácido no estômago é indispensável para o correto processo de digestão dos alimentos, nomeadamente das proteínas. A diminuição da acidez no estômago vai condicionar a capacidade de digestão dos alimentos, diminuir a absorção de alguns nutrientes levando a défices nutricionais importantes.
A toma prolongada de Omeprazol está associada à deficiência de vitamina B121 que pode ter repercussões clínicas mais graves nas pessoas idosas2, sendo recomendada a avaliação laboratorial dos níveis de vitami…

Estatinas (Fármaco)

Se estás a ser medicamentada/o com Estatinas, como a simvastatina ou a pravastatina, para baixar o nível de colesterol, podes estar a sofrer de défice de Coenzima Q10, também denominada Quinona Q10.
A coenzima Q10 é um componente lipossolúvel sintetizado pelo organismo, mas também ingerido pela alimentação. Por volta dos 20 anos atingimos o pico mais elevado dos níveis de Coenzima Q 10 no organismo, que começam a diminuir progressivamente com a idade.
A Q10 é fundamental para manter equilibrada a produção de energia de todas as células (nas mitocôndrias), e funciona também como antioxidante das membranas celulares e lipoproteínas. Estudos como este têm mostrado que o mecanismo de acção das Estatinas diminui a produção de Coenzima Q10. Como consequência começam a aparecer sintomas como  cansaço,  diminuição da força muscular,  dores musculares destruição muscular que pode assumir consequências graves.
Se tomas Estatinas podes beneficiar muito com a suplementação simultânea de Coenzima ou Quinona…