Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2015

Benefícios da Clorofila

O sumo de clorofila é uma bebida muito popular nos dias de hoje.
A clorofila é riquíssima em nutrientes como, vitaminas, proteínas e minerais. Consequentemente é famosa pelos seus benefícios no organismo, principalmente porque impede a absorção pelo intestino de substâncias tóxicas presentes nos alimentos, sendo responsável pela limpeza e desintoxicação do organismo.
Ela pode ser encontrada nos legumes, verduras e hortaliças que tenham o verde como cor predominante. 
Entre os componentes presentes na clorofila, temos as vitaminas A, B e E, que actuam como estimulantes do sistema imunitário, protegendo o organismo de infecções. 
Também é rica em minerais, aminoácidos e antioxidantes, contribuindo para um melhoramento da memória, coadjuvante no tratamento da anemia, na formação óssea, na tonificação dos músculos e ajuda a fortalecer a visão. Além disso, existem diversos estudos que associam o consumo de clorofila com uma menor incidência de padecer da doença de Alzheimer. 
ATENÇÃO: O cons…

Sabes o que os alimentos processados fazem à inteligência d@ teu filh@?

Existe um impacto visível da nutrição no potencial desenvolvimento da doença de Alzheimer e outros distúrbios cognitivos da 3ª idade.
Também se sabe que verduras, bagas e outros alimentos vegetais reduzem o seu risco enquanto produtos de origem animal e alimentos processados aumentam-no.
No entanto, os efeitos danosos das comidas pouco saudáveis no cérebro ocorrem durante toda a vida. As pesquisas sugerem que a típica alimentação infantil como os hambúrgueres, as massas, as salchichas, a pizza, os nugets, as batatas fritas, os cereais industriais de pequeno-almoço, os doces e as bebidas açucaradas têm um impacto negativo no processo de aprendizagem e na performance escolar.

Nós, como pais, andamos escalfados porque queremos o melhor para os nossos filhos e comprometemo-nos a apoiá-los em todos os seus feitos académicos. Damos das tripas e coração para que tenham uma boa educação, no entanto, será que nos questionamos sériamente acerca da alimentação que lhes fornecemos como tendo impac…

Dieta vegetariana e vegana durante a gravidez

http://revistacrescer.globo.comPor Malu Echeverria


Seja por motivos ecológicos, de saúde ou por amor aos animais, a dieta vegetariana é uma opção cada vez mais comum - e aceite - hoje em dia. Mesmo assim, quando as mulheres vegetarianas engravidam, é comum ouvir a pergunta: o bebé vai se desenvolver normalmente?

"Os especialistas são unânimes: a dieta vegetariana é saudável em todas as fases da vida, incluindo a gestação", diz a nutricionista Susan Levin, do Comité de Médicos de Medicina com Responsabilidade (www.pcrm.org), ONG que promove o debate médico nos EUA. 
Os benefícios são inúmeros: menos gordura saturada e colesterol mau, maior consumo de fibras, fitoquímicos e antioxidantes (que combatem o envelhecimento das células). 
"O regime vegetariano também protege as  mulheres contra o excesso de hormonas e toxinas encontradas  frequentemente nos lacticínios, carnes e peixes". 
Outra boa notícia diz respeito ao ácido fólico (vitamina B9), cuja suplementação (antes …

Raízes da esquizofrenia

Agência FAPESP – Esquizofrenia e transtorno bipolar têm raízes genéticas semelhantes. A afirmação está num estudo publicado na edição desta quinta-feira (2/7) da revista Nature, que traz outros dois artigos com resultados de pesquisas diferentes sobre a esquizofrenia. As três pesquisas apresentam diversas novidades a respeito da variação genética e do risco de desenvolver o conjunto de psicoses que tem sintomas como delírios persecutórios e alucinações, especialmente auditivas, e que atinge cerca de 1% da população. Reunidos, os estudos, que cobriram análises de mais de 10 mil casos de esquizofrenia, descobriram uma extensa gama de variações genéticas que respondem por pelo menos um terço do risco de desenvolvimento da doença.
Os pesquisadores do Consórcio Internacional de Esquizofrenia – fundado em 2006 e que reúne cientistas de 11 instituições na Europa e nos Estados Unidos – mostraram que variantes genéticas comuns estão por trás do risco de desenvolvimento da doença, na primeira e…