Avançar para o conteúdo principal

Obstipação Infantil - Um passo simples para um resultado imediato

Fonte: Pixabay
A obstipação infantil é um desafio muito comum nas crianças, para o qual fibras e laxantes são geralmente prescritos. Quando a abordagem padrão não funciona, vai-se prescrevendo doses progressivamente maiores, e ainda assim, existem casos que não apresentam resultados, podendo a obstipação crónica prolongar-se até à fase adulta. Por isso, alternativas são necessárias e evidências como as que demonstrarei de seguida representam um papel importantíssimos no combate a esta disfunção que tanto pode prejudicar os nossos filhos.3 [J.Pediatr Gastroenterol Nutr. 2010 Aug]

Recuando um pouco, na década de 1950, foi sugerido que alguns casos de obstipação entre crianças poderiam ser devido ao consumo do leite de vaca1 [Int Arch Allergy Appl Immunol,1958], mas só em 1995 é que esta teoria foi posta à prova.

Um grupo de investigadores italianos estudaram2 27 crianças que procuraram ajuda na clínica de gastroenterologia pediátrica devido a obstipação idiopática crónica, ou seja, não sabiam qual a causa desta condição e decidiram retirar a proteína do leite de vaca da dieta das crianças. [J Pediatr. 1995 Jan]
Após três dias sem consumirem proteína do leite de vaca, 21 das 27 crianças recuperaram integralmente, no entanto, houve recidivas clínicas quando tentaram dar novamente às crianças o leite, reaparecendo a obstipação ao fim de 24/48 horas.
Passado um mês, os sujeitos voltaram a ser avaliados e constatou-se que haviam recuperado por completo e adicionalmente os eczema e a respiração ofegante de que padeciam também havia desaparecido! Os investigadores concluíram que muitos dos casos de obstipação crónica em crianças pode dever-se a uma alergia/intolerância à proteína do leite de vaca.

Em 1998 um estudo4 [N Engl J Med. 1998 Oct] de referência publicado no New England Journal of Medicine, utilizando a metodologia de estudo duplo-cego, cross-over, comparou o leite de soja e de vaca, envolvendo 65 crianças que sofriam de obstipação crónica. Todas as crianças haviam sido previamente tratadas sem sucesso com laxantes - 49 tinham fissuras anais, inflamação e inchaço.
Os investigadores dividiram as crianças em grupos e deram-lhes ou bebida de soja ou leite de vaca durante duas semanas e depois trocaram os grupos.
Em dois terços das crianças, a obstipação ficou resolvida enquanto ingeriram a bebida de soja e as fissuras anais e dores desapareceram. No entanto, nenhuma das crianças que ingeriu leite de vaca teve uma resposta positiva. Nas 44 crianças a relação com a hipersensibilidade à proteína do leite de vaca foi confirmada. Todas as lesões, incluindo as fissuras anais mais graves, desapareceram com a dieta isenta de leite, mas reapareceram poucos dias após a reintrodução deste produto na alimentação.

Isto explica por que é que as crianças que bebem mais do que um copo de leite por dia têm uma probabilidade oito vezes maior de desenvolver fissuras anais.5 [J Paediatr Child Health. 2003]. Como tal, também é recomendável a eliminação dos lacticínios em adultos que sofram desta condição6 [Am J Gastroenterol. 2013 May].

Diversas evidências cientificas9 [Iran J Pediatr. 2012 Dec] têm vindo a confirmar o papel vital que a eliminação do leite de vaca tem na prisão de ventre, tratando até 80% da obstipação infantil. Porém, quando se retira todo o tipo de lacticínios obtemos um resultado de 100% no tratamento da obstipação nas crianças8 [Nutrients 2013].

E porque é que eliminar o leite de vaca trata esta condição? Ao se analisar amostras de tecido de biópsia em pacientes com obstipação crónica devido a uma hipersensibilidade à proteína do leite de vaca encontrou-se sinais de inflamação rectal, sugerindo que a proteína do leite de vaca induz uma resposta inflamatória.

Há tantas alternativas que podem ser consumidas em substituição deste alimento tão pouco necessário que não justifica a continuação do seu consumo. Se notas que os intestinos do teu filh@ não funcionam adequadamente, experimenta retirar os lacticínios da sua alimentação e regista todas as diferenças. Verás que os sintomas irão melhorar exponencialmente e lembra-te: os intestinos são a fábrica do nosso sistema imunitário, queres que a tua cria cresça forte? Então preserva bem a sua saúde intestinal!




Naturopata Vera Belchior (N.D.)

1-    Int Arch Allergy Appl Immunol. 1958;13(3-4):245-56. Cow's milk allergy in infants and children. CLEIN NW. PMID: 13598520
2-    J Pediatr. 1995 Jan;126(1):34-9. Chronic constipation as a symptom of cow milk allergy. Iacono G1, Carroccio ACavataio FMontalto GCantarero MDNotarbartolo A.
3-    J Pediatr Gastroenterol Nutr. 2010 Aug;51(2):171-6. doi: 10.1097/MPG.0b013e3181cd2653. Cow's-milk-free diet as a therapeutic option in childhood chronic constipation. Irastorza I1, Ibañez BDelgado-Sanzonetti LMaruri NVitoria JC. (www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20453672) 12.02.16
4-    N Engl J Med. 1998 Oct 15;339(16):1100-4. Intolerance of cow's milk and chronic constipation in children. Iacono G1, Cavataio FMontalto GFlorena ATumminello MSoresi MNotarbartolo ACarroccio A.(www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/9770556) 12.02.16
5-    J Paediatr Child Health. 2003 Jul;39(5):329-31. Cows milk consumption in constipation and anal fissure in infants and young children. Andiran F1, Dayi SMete E. (www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/12887660) 12.02.16
6-    Am J Gastroenterol. 2013 May;108(5):825-32. doi: 10.1038/ajg.2013.58. Epub 2013 Apr 16. Oligo-antigenic diet in the treatment of chronic anal fissures. Evidence for a relationship between food hypersensitivity and anal fissures. Carroccio A1, Mansueto PMorfino GD'Alcamo ADi Paola VIacono GSoresi MScerrino GMaresi EGulotta GRini GBonventre S. (www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23588240) 12.02.16
7-    ISRN Pediatr. 2012;2012:408769. doi: 10.5402/2012/408769. Epub 2012 Sep 3. Cow's Milk Allergy Is a Major Contributor in Recurrent Perianal Dermatitis of Infants. El-Hodhod MA1, Hamdy AMEl-Deeb MTElmaraghy MO. (www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22988522) 12.02.16
8-    Nutrients 2013, 5(1), 253-266; doi:10.3390/nu5010253 “Does Milk Cause Constipation? A Crossover Dietary Trial” Elesa T. Crowley , Lauren T. WilliamsTim K. RobertsRichard H. Dunstan and Peter D. Jones. (www.mdpi.com/2072-6643/5/1/253) 12.02.16
9-    Iran J Pediatr. 2012 Dec;22(4):468-74. The Role of Cow's Milk Allergy in Pediatric Chronic Constipation: A Randomized Clinical Trial. Dehghani SM1, Ahmadpour BHaghighat MKashef SImanieh MHSoleimani M. (www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23429756) 12.02.16

Comentários

Mensagens populares deste blogue

As tâmaras e o trabalho de parto

Desde os tempos bíblicos, as tâmaras eram consideradas possuidoras de propriedades curativas profundas, mas só agora a ciência vem confirmar o que os nossos antepassados já sabiam.
Um estudo publicado no Journal of Obstetrics and Gynecology em 2011 e intitulado "O efeito do consumo das tâmaras no final da gravidez[i]", apresentou a investigação do efeito do consumo das tâmaras nos parâmetros do trabalho de parto e nos seus resultados. Ao longo de 11 meses na Jordan University of Science and Technology, dois grupos de mulheres foram incluídas num estudo prospectivo onde 69 mulheres consumiram seis tâmaras por dia durante 4 semanas antes da data prevista para o parto, contra 45 mulheres que não consumiram nenhuma. Estas mulheres tinham parâmetros semelhantes por isso não houve diferença significativa na idade gestacional, idade e paridade (o número de vezes que a mulher engravidou) entre os dois grupos.
Os resultados do estudo foram os seguintes:
• Melhoria da dilatação cervical:

Fibromialgia vs dieta vegetariana

São muitas as mulheres que sofrem de fibromialgia, uma condição caracterizada por meses de dor generalizada, fadiga, distúrbios do sono, depressão, ansiedade, pensamentos confusos, dores de cabeça, dor lombar entre outros sintomas. Esta condição tem um enorme impacto sobre a qualidade de vida de quem dela sofre pois impede a realização das actividades do quotidiano com a mesma leveza de quem não padece de fibromialgia. Para já a sua causa é desconhecida, não havendo de momento nenhum tratamento 100% eficaz mas existem rotinas, hábitos e comportamentos que podem ser adoptados de forma a minimizar os sintomas que tanto debilitam estas mulheres (e alguns homens).
De acordo com uma das últimas revisões sobre fibromialgia e nutrição, a dieta vegetariana pode oferecer alguns efeitos benéficos na manutenção dos sintomas. [Rheumatol Int. 2010] Em 1991, uma pesquisa foi enviada a centenas de pessoas que sofriam de várias condições de dor crónica, incluindo fibromialgia. Nesse questionário pro…

Receita: Pudim de Pêra com Canela

Quando o meu filho era mais pequeno e estava a atravessar aquela fase em que simplesmente se alimentam do ar (a anorexia dos 2 anos), eu fazia-lhe esta espécie de pudim com sementes de chia que ele comia e lambia os dedos...ou seja, um êxito! Escusado será dizer que é delicioso tanto para os pequenos como para os grandes...ahhh e nutritivo!!
- A tâmara é rica em proteínas, minerais e vitaminas principalmente a vitamina C. A grande vantagem é que além de ser uma verdadeira doçura, ela é rica em fibras, potássio, cálcio e ferro sendo excelente tanto para crianças como adultos.

- As pêras são ricas em fibras, vitamina A e C com importantes ações antioxidantes.
Também é uma excelente fonte de minerais como o fósforo, cálcio e ainda contém algum ferro.

- A canela auxilia no tratamento de diversas doenças. A canela estimula a salivação e os sucos gástricos, facilitando a digestão como tal, ajuda em casos de aerofagia, digestões difíceis a acidez estomacal.


Ingredientes

- 7 colheres de sopa de …