Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2016

Plantas Medicinais que deves EVITAR durante a amamentação.

Alcanet (Alkanna tinctoria) Aloe vera (Aloe vera, A. ferox, A. perryi) Alho (Allium sativum) – Uso apenas culinário Alcaçuz (Glycyrrhiza glabra) Bodelha (Fucus vesiculosus) Boragem (Borago officinalis)
Cimicifuga (Cimicifuga racemosa) Confrei (Symphytum officinale) Cáscara sagrada (Rhamnus purshiana) Efedra, ma huang (Ephedra sinica) Helénio, erva-campeira (Inula helenium) Losna, Absinto (Artemisia absinthium) Licopus (Lycopus virginicus) Manjericão (Ocimum basilicum) – Uso apenas culinário Ruibarbo (Rheum palmatum) Rainha-do-Prado (Eupatorium purpureum) Samambaia (Dryopteris filix-mas) Senna Alexandrina (Senna alexandrina)
Tussilagem, Língua de vaca (Tussilago farfara)

Fonte: Botanical Safety Handbook (CRC, 1997)

Plantas Tónicas para o Pós Parto e Amamentação

Várias são as plantas medicinais para prestam apoio ao bem estar físico e emocional da mãe e que podem ser ingeridas em segurança durante a amamentação e o pós-parto.

As plantas com propriedades tónicas fortificam o organismo e estimulam as suas funções. Desta forma, estas plantas reduzem a fraqueza, a sensação de cansaço e estimulam a produção de células assim como a recuperação dos tecidos que sofreram danos.

Plantas Tónicas: Boas para o período pós-parto e amamentação:
• Aveia (Avena sativa): Excelente tónico nutritivo para o sistema nervoso providenciando um efeito calmante suave.


• Folha de framboesa vermelha (Rubus idaeus): Conhecida como tónico pré-natal, é uma planta rica em minerais e grande tonificadora uterina.

• Ashwaganda (Withania somnifera): Planta com propriedades adaptogénicas, ajudando a recente mamã a adaptar-se ao stress que envolve toda a nova logística da sua vida. As plantas adaptogénicas apoiam suavemente o sistema adrenal, reduzindo a irritabilidade e dando sup…

Ácido Fítico: O vilão que afinal não é assim tão mau.

Vê-se, frequentemente, o assumir que uma substância se comporta de uma única maneira, ou faz bem ou faz mal e esquecemo-nos que o nosso corpo é complexo e que apesar de termos necessidades nutricionais semelhantes, cada um de nós é único, como tal responde de forma diferente àquilo que consumimos e que os alimentos que ingerimos tendem a ter funções diferentes, após ingeridas, por cada um de nós...Como um antigo professor dizia: “Olha para a floresta e não apenas para a árvore”. É exactamente isso que vamos fazer...
O ácido fítico (fitatos) é uma substância que se encontra em muitos alimentos de origem vegetal, como os cereais, as leguminosas, as nozes e as sementes, sendo considerado um anti-nutriente e muitas vezes levado ao extremo do negativismo quando se fala na alimentação vegetariana. Pois bem, o ácido fítico é a forma de armazenamento do fósforo, um mineral utilizado na produção de energia e na formação de elementos estruturais, como as membranas celulares. Este, encontra-se pr…

O que as castanhas do Brasil têm a ver com o Colesterol?

Um estudo[i] avaliou o impacto que o consumo de uma única porção de castanhas do Brasil poderia ter nos níveis de colesterol em voluntários saudáveis.
Deram a dez homens e mulheres uma única refeição com: zero, um, quatro ou oito castanhas do Brasil e descobriram que a ingestão de apenas aquela porção melhorou quase imediatamente os níveis de colesterol. O LDL, o chamado "mau" colesterol, ficou significativamente mais baixo apenas nove horas após a ingestão das castanhas. Mesmo os medicamentos não funcionam tão rápido. As estatinas, por exemplo, demoram cerca de quatro dias para ter um efeito significativo. Os pesquisadores voltaram a medir os níveis de colesterol cinco dias mais tarde, e, em seguida, 30 dias mais tarde. Embora eles não tivessem continuado a comer castanhas do Brasil os seus níveis de colesterol continuaram abaixo dos valores iniciais mesmo 30 dias depois, com apenas quatro castanhas do Brasil.
Estes resultados sugerem que a ingestão de apenas quatro castanhas …