Avançar para o conteúdo principal

A nossa Relação com as Alergias

As alergias podem ser complicadas de tratar, especialmente quando quem sofre lida com os sintomas durante todo o ano. Felizmente, existem alternativas seguras para que sinta alívio com a maior rapidez possível.

Segundo a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica(0), a rinite é a alergia mais frequente, afectando cerca de 2,5 milhões de portugueses, onde se junta a asma a um terço destes e estando associada à sinusite e à conjuntivite alérgica.
Ainda de acordo com a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica, hoje há a evidência de que uma rinite mal controlada pode conduzir a complicações que vão desde a sinusite à asma, passando pela otite média, por anomalias na implantação dos dentes e por perturbações do sono mais ou menos graves.

A palavra "Alergia" refere-se a uma resposta imune exagerada, onde o corpo ataca um agente específico que é inócuo para a maioria de nós, mas que desencadeia uma  resposta exagerada do nosso organismo.

Esta resposta nada mais é do que a tentativa do corpo de combater a agressão, tossindo, obstruindo as vias aéreas, espirrando e produzindo secreções.
O tipo de reacção pode ganhar muitas formas, como uma reacção inflamatória onde o sangue ou o muco é encaminhado para o local de invasão, que em situações normais é uma reacção saudável para eliminar do corpo a ameaça, mas quando a reacção a substâncias como relva, tomates, animais de estimação, bolor, mofo e pó é exacerbada torna-se um problema causando prejuízos ao nosso organismo.

A terapêutica convencional oferece, para a rinite e sinusite intermitente, medicamentos anti-histamínicos para o alivio dos sintomas. Para as formas persistentes, geralmente, recomenda-se a toma de corticóides nasais e anti-histamínicos.
Na terapêutica naturopática oferece-se a possibilidade de, juntamente com a alimentação, utilizar plantas com propriedades anti-inflamatórias e anti-histamínicas de igual qualidade e com menores efeitos secundários. Aqui apresento duas opções:

Folhas de Urtigas
As urtigas são utilizadas pela naturopatia desde sempre e o seu uso encontra-se amplamente difundido pelo mundo inteiro. Existem cerca de 500 espécies de urtigas, todas elas com propriedades semelhantes, variando apenas as quantidades dependendo do tipo de solo onde nascem.
Embora as investigações continuem preliminares, a evidência científica continua a apontar para as propriedades anti-inflamatórias da urtiga. A ciência tem demonstrado que as urtigas produzem um efeito anti-alergénico. [i] [ii]
No entanto, a urtiga perde as suas propriedades anti-alergénicas se não for colhida e processada correctamente, como tal é essencial que as consumas frescas ou que encontres um produto de qualidade.
Usa as urtigas como utilizarias um medicamento anti-histamínico para parar o teu sofrimento. Os sintomas geralmente começam a melhorar dentro de 15 minutos e o efeito dura cerca de quatro horas.

Quercetina: A cebola e o alho são excelentes plantas anti-alergénicas, especialmente para asma. Estas plantas contêm o flavonóide Quercetina, que foi descoberto num estudo realizado em 2008 por inibir significativamente todas as reacções asmáticas. [III] Uma outra investigação expôs o facto do flavonóide ter uma actividade anti-asmática semelhante aos medicamentos cromolina de sódio e dexametasona, ambos utilizados para o tratamento da asma. [IV]
Além da Quercetina, ambos estes bulbos inibem uma enzima, a lipoxigenase, que gera um produto químico inflamatório. [V]



Referencias:

[i] Riehemann K Behnke B Schulze Osthoff K Plant extracts from stinging nettle (Urtica dioica), an antirheumatic remedy, inhibit the proinflammatory transcription factor NF-kappaB. FEBS-Lett. 1999 Jan 8; 442(1): 89-94 1999
[ii] Mittman P Randomized, double-blind study of freeze-dried Urtica dioica in the treatment of allergic rhinitis. Planta-Med. 1990 Feb; 56(1): 44-7 1990
[iii] Int Immunopharmacol. 2008 Dec 2. [Epub ahead of print] Quercetin regulates Th1/Th2 balance in a murine model of asthma.Park HJ, Lee CM, Jung ID, Lee JS, Jeong YI, Chang JH, Chun SH, Kim MJ, Choi IW, Ahn SC, Shin YK, Yeom SR, Park YM.
[IV] Arch Pharm Res. 2008 Jun;31(6):771-8. Epub 2008 Jun 19. Quercetin inhalation inhibits the asthmatic responses by exposure to aerosolized-ovalbumin in conscious guinea-pigs.Moon H, Choi HH, Lee JY, Moon HJ, Sim SS, Kim CJ.

[V] Murray, Michael, and Pizzorno, Joseph, Encyclopedia of Natural Medicine, Prima, 1998.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

As tâmaras e o trabalho de parto

Desde os tempos bíblicos, as tâmaras eram consideradas possuidoras de propriedades curativas profundas, mas só agora a ciência vem confirmar o que os nossos antepassados já sabiam.
Um estudo publicado no Journal of Obstetrics and Gynecology em 2011 e intitulado "O efeito do consumo das tâmaras no final da gravidez[i]", apresentou a investigação do efeito do consumo das tâmaras nos parâmetros do trabalho de parto e nos seus resultados. Ao longo de 11 meses na Jordan University of Science and Technology, dois grupos de mulheres foram incluídas num estudo prospectivo onde 69 mulheres consumiram seis tâmaras por dia durante 4 semanas antes da data prevista para o parto, contra 45 mulheres que não consumiram nenhuma. Estas mulheres tinham parâmetros semelhantes por isso não houve diferença significativa na idade gestacional, idade e paridade (o número de vezes que a mulher engravidou) entre os dois grupos.
Os resultados do estudo foram os seguintes:
• Melhoria da dilatação cervical:

Fibromialgia vs dieta vegetariana

São muitas as mulheres que sofrem de fibromialgia, uma condição caracterizada por meses de dor generalizada, fadiga, distúrbios do sono, depressão, ansiedade, pensamentos confusos, dores de cabeça, dor lombar entre outros sintomas. Esta condição tem um enorme impacto sobre a qualidade de vida de quem dela sofre pois impede a realização das actividades do quotidiano com a mesma leveza de quem não padece de fibromialgia. Para já a sua causa é desconhecida, não havendo de momento nenhum tratamento 100% eficaz mas existem rotinas, hábitos e comportamentos que podem ser adoptados de forma a minimizar os sintomas que tanto debilitam estas mulheres (e alguns homens).
De acordo com uma das últimas revisões sobre fibromialgia e nutrição, a dieta vegetariana pode oferecer alguns efeitos benéficos na manutenção dos sintomas. [Rheumatol Int. 2010] Em 1991, uma pesquisa foi enviada a centenas de pessoas que sofriam de várias condições de dor crónica, incluindo fibromialgia. Nesse questionário pro…

Receita: Pudim de Pêra com Canela

Quando o meu filho era mais pequeno e estava a atravessar aquela fase em que simplesmente se alimentam do ar (a anorexia dos 2 anos), eu fazia-lhe esta espécie de pudim com sementes de chia que ele comia e lambia os dedos...ou seja, um êxito! Escusado será dizer que é delicioso tanto para os pequenos como para os grandes...ahhh e nutritivo!!
- A tâmara é rica em proteínas, minerais e vitaminas principalmente a vitamina C. A grande vantagem é que além de ser uma verdadeira doçura, ela é rica em fibras, potássio, cálcio e ferro sendo excelente tanto para crianças como adultos.

- As pêras são ricas em fibras, vitamina A e C com importantes ações antioxidantes.
Também é uma excelente fonte de minerais como o fósforo, cálcio e ainda contém algum ferro.

- A canela auxilia no tratamento de diversas doenças. A canela estimula a salivação e os sucos gástricos, facilitando a digestão como tal, ajuda em casos de aerofagia, digestões difíceis a acidez estomacal.


Ingredientes

- 7 colheres de sopa de …