Avançar para o conteúdo principal

O meu Filho tem Febre e Agora?

A febre é quase um tema tabu na nossa sociedade. Funciona como o “bicho papão”.

Criou-se de tal forma, de geração em geração, o medo da febre que acabámos por esquecer o que ela é e para o que serve. Apenas agimos automaticamente quando o nosso filho tem febre...dando-lhe de imediato um antipirético (ben-u-ron) não vá a febre subir.

Ora bem, antes de mais nada, SIM, se o teu filho tiver menos de 1 mês de idade e com uma temperatura superior a 38 graus, liga de imediato para o médico ou vai com ele ao hospital (é preferível ligar 1º ao médico ou à saúde 24  para evitar num primeiro momento expô-lo a mais microrganismos infecciosos).

Para os pais de filhotes mais velhos, respirem fundo e continuem a ler ...


Antes de mais, o que é uma febre?

A febre é uma resposta saudável e natural do corpo que ajuda a combater uma infecção.

A febre em si NÃO é uma doença!


Uma temperatura acima de 38 graus é considerada febre. A maioria das febres encontram-se na faixa dos 38,5-39,5ºC, acima dos 39,5ºC já é febre alta.

Eu, como mãe, sei bem o quanto fico agitada e nervosa quando a temperatura do meu filho ultrapassa os 39ºC! Mas, na realidade, a temperatura alta ou baixa não reflete necessariamente a gravidade da doença - mas sim, é muito assustador para nós pais.

A febre nas crianças são geralmente causadas por infecções virais comuns e a maioria não são perigosas. As crianças apresentam geralmente sintomas como tosse, corrimento nasal, dor de ouvido ou erupções cutâneas.
As infecções bacterianas, como as infecções de garganta, trato urinário e ouvido, também podem causar febre.

O que fazer? Tem em mente que não necessitas de “tratar” a febre em si - o corpo já está a trabalhar para combater a infecção que está a causar a febre.
O paracetamol e o ibuprofeno baixam a temperatura e embora aliviem um possível desconforto nas crianças também têm efeitos secundários potencialmente graves, por isso tenta moderar a sua toma, evita fazê-lo como primeira abordagem à febre.


Hidratação é a chave




Dá ao teu filho muitos líquidos durante a febre.

Os bebés devem mamar em livre demanda e os bebés mais velhos que ainda mamem podem/devem ser amamentados frequentemente e dado adicionalmente água por uma colher de chá a cada 30 minutos.

Deixa o teu filho descansar e dormir o quanto precisar. Se vires que ele está bem apesar da febre não o acordes. Cria um ambiente tranquilo, confortável e repousante para que ele recupere facilmente.

É normal que as crianças tenham muito pouco apetite quando estão febris, por isso, oferece-lhe apenas alimentos leves - sopas, caldos, frutas, legumes cozidos no vapor mas não o forces a comer, lembra-te que quando estás mal também não tens apetite. Mas insiste com os líquidos!


Apoio Fitoterápico



As plantas podem ser usadas para ajudar a aliviar os sintomas associados à febre - dores, dor de cabeça, desconforto na barriga e calafrios.

As febres elevadas podem ser reduzidas com a ajuda de algumas plantas medicinais. As que te falo aqui são plantas que utilizo no meu filho quando está febril e que também recomendo na minha prática clínica.

- Camomila
- Melissa officinalis
É de sabor agradável e muito suave mesmo para os bebés. Alivia a dor de barriga, dores gerais e os sintomas de febre.

- A raiz do gengibre
Acalma a indigestão. Esta decocção ajuda a combater as infecções respiratórias superiores e ajuda a suar a febre.

- Folha de hortelã
- Flor Sabugueiro
Esta é uma infusão de sabor mais forte. Dá a beber ainda quente para ajudar a quebrar o suor.


Apoio Nutricional 



- Sumo de maçã ajuda a reduzir a temperatura.
- Shot´s de vitamina C: Sumo de kiwi, com limão e laranja a cada 1 hora.


E quando consultar o médico?


Todos os bebés com menos de 1 mês de idade com febre devem ser vistos por um médico imediatamente.

- Bebés com menos de 3 meses de idade com febre alta devem ser vistos por um médico.
- Qualquer criança que não está a ingerir líquidos ou que não estão a urinar numa quantidade normal em comparação com o habitual.
- Crianças que se apresentem demasiadamente apáticos devem ser vistos pelo médico.
- Qualquer criança com febre que apresente rigidez no pescoço, vómitos persistentes ou dor de cabeça severa.

- Dor de ouvido severa ou dor de barriga aguda.
- Quando a criança se apresenta letárgica, ou seja, não reage, aparenta estar demasiado fraca ou deixa de fazer contato visual.
- Febres que permanecem elevadas mais do que 3 a 5 dias.

Se receares que o teu filho tenha uma doença grave, leva-o ao médico.

Lembra-te, CONFIA sempre na tua intuição de mãe!



Mas recorda-te que na maioria das vezes a febre é apenas uma forma útil do corpo lutar contra uma infecção. O mais importante de tudo é garantires que ingere muitos líquidos, descansa e come alimentos leves. O conforto aliado a infusões de plantas medicinais é geralmente tudo o que é necessário para ajudar o teu filho a recuperar com segurança e naturalmente.

Um beijinho.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

As tâmaras e o trabalho de parto

Desde os tempos bíblicos, as tâmaras eram consideradas possuidoras de propriedades curativas profundas, mas só agora a ciência vem confirmar o que os nossos antepassados já sabiam.
Um estudo publicado no Journal of Obstetrics and Gynecology em 2011 e intitulado "O efeito do consumo das tâmaras no final da gravidez[i]", apresentou a investigação do efeito do consumo das tâmaras nos parâmetros do trabalho de parto e nos seus resultados. Ao longo de 11 meses na Jordan University of Science and Technology, dois grupos de mulheres foram incluídas num estudo prospectivo onde 69 mulheres consumiram seis tâmaras por dia durante 4 semanas antes da data prevista para o parto, contra 45 mulheres que não consumiram nenhuma. Estas mulheres tinham parâmetros semelhantes por isso não houve diferença significativa na idade gestacional, idade e paridade (o número de vezes que a mulher engravidou) entre os dois grupos.
Os resultados do estudo foram os seguintes:
• Melhoria da dilatação cervical:

Receita: Pudim de Pêra com Canela

Quando o meu filho era mais pequeno e estava a atravessar aquela fase em que simplesmente se alimentam do ar (a anorexia dos 2 anos), eu fazia-lhe esta espécie de pudim com sementes de chia que ele comia e lambia os dedos...ou seja, um êxito! Escusado será dizer que é delicioso tanto para os pequenos como para os grandes...ahhh e nutritivo!!
- A tâmara é rica em proteínas, minerais e vitaminas principalmente a vitamina C. A grande vantagem é que além de ser uma verdadeira doçura, ela é rica em fibras, potássio, cálcio e ferro sendo excelente tanto para crianças como adultos.

- As pêras são ricas em fibras, vitamina A e C com importantes ações antioxidantes.
Também é uma excelente fonte de minerais como o fósforo, cálcio e ainda contém algum ferro.

- A canela auxilia no tratamento de diversas doenças. A canela estimula a salivação e os sucos gástricos, facilitando a digestão como tal, ajuda em casos de aerofagia, digestões difíceis a acidez estomacal.


Ingredientes

- 7 colheres de sopa de …

O que deves saber para agilizar as constipações e a tosse nos bebés.

A cada ano, centenas de bebés e crianças sofrem de constipações e tosse, principalmente devido ao seu sistema imunitário ainda imaturo.

É muito fácil identificarmos os sintomas de constipação e tosse nas nossas crianças. Começam logo a ficar com o nariz congestionado, com muita ranhoca (corrimento nasal), febre baixa, tosse, perda de apetite, irritabilidade e dificuldade em dormir. Qual a mãe, pai ou outro educador que não reconhece o desafio que é cuidar de uma criança doente? A natureza delas é de felicidade, alegria e brincadeira...de repente sentem-se mal apresentando alguma dificuldade em compreender claramente aquilo que estão a sentir, como tal, o nosso papel é orientá-las e ajuda-las a sentirem-se o melhor possível no menor espaço de tempo.

Como sou a favor da posição da American Academy of Pediatrics a qual desaconselha dar medicamentos para a tosse e constipações a crianças menores de 6 anos devido aos potenciais efeitos colaterais desses medicamentos, opto, sempre que poss…